RARA: Leavings

Devir Capa, Setembro de 2013
O que apresento aqui, resume-se ao resultado de uma série de experiências, desenvolvidas em residência no Devir-Capa (Faro).
Na fase inicial deste projecto (RARA), interessou-me essencialmente testar a “voz”
(e concomitantemente a “palavra”) - anagramas (NICO/ICON) como ponto de partida. 
Mantenho nesta versão, o foco na criação de uma paisagem (antes de tudo, (auto)biográfica e (auto)referêncial ) -referências ligadas à cultura pop, e à utopia como lugar em potência. O paraíso como pano de fundo, o lixo como argumento à falência e à fuga/escape como solução.
Contudo, aqui decido ocupar um outro terreno de experimentação: uma partitura que coloca em questão o corpo em permanência. E a anulação da palavra ("objectiva", anteriormente usada) em outros ruídos não tão concretos.